Tarefa fechada e tarefa aberta: motivação, aprendizagem e acção

19,95 

Adicionar Wishlist
Adicionar Wishlist
REF: 200001655 Categoria:

Descrição

A clarificação da natureza da aprendizagem, o reconhecimento dos processos pelos quais ela se vai construindo e estruturando no decurso do tempo, a identificação dos fatores e condições que a influenciam e das modalidades de que se reveste constituíram preocupação dominante na Psicologia ao longo do século XX, tanto no plano da construção teórica como no plano do aperfeiçoamento metodológico e da organização experimental. Embora tenham ocorrido nas últimas três décadas avanços significativos neste domínio, os problemas respeitantes à aprendizagem e, em particular, às relações entre motivação e aprendizagem continuam a suscitar um grande número de estudos, quer teóricos quer empíricos (Covington, 1998; Wasserman & Miller, 1997). As investigações aqui apresentadas situam-se neste contexto problemático, designadamente no que respeita à natureza da aprendizagem e às suas relações com a motivação, considerada como um dos seus fatores mais importantes. E foram concebidas tendo em vista a obtenção de resultados suscetíveis de permitir uma opção entre duas grandes orientações teóricas acerca dos problemas em apreço: as teorias conexionistas, também designadas como teorias do reforço, por um lado, e as teorias representativas e da organização cognitivo-motivacional, por outro. Excerto do prefácio de Manuel Viegas Abreu.

Informação adicional

Dimensões (C x L x A) 240 × 170 mm
Autor

Data

,

Edição

1.ª Edição

Série

DOI

10.14195/978-989-26-0481-7

eISBN

978-989-26-0481-7

ISBN

972-98225-1-4

Páginas

384